Projeto educacional desenvolvido em Manaus incentiva estudantes a praticarem cidadania

30/12/2018 07:47

Por Sara Rodrigues/Agência do Rádio 

As aulas de filosofia e sociologia da escola SESI no bairro Aleixo, em Manaus, tiveram um tom diferente com o projeto “Portfólio de Cidadania” criado pelo professor Sandro Alves. Durante o ano, os estudantes foram desafiados a realizar três ações de cidadania da escolha deles. A ideia era colocar em prática os princípios aprendidos em sala de aula.

“Um dos motivos que levaram a criação do projeto foi a questão da realidade que nós vivemos hoje na sociedade. Uma sociedade onde não se vê muito as ações de cidadania praticadas por seus cidadãos”, explica o professor.

Para Alves a escola tem um papel importante na formação do adolescente e, por isso, além de ensinar o conteúdo, ele direcionou o ensino também para a formação de caráter e sensibilidade com a comunidade. Casos como o de João Matheus, de 18 anos, surpreenderam o professor com o impacto do projeto.

O estudante do terceiro ano do Ensino Médio realizou as três ações em diferentes vertentes: a primeira foi em dupla com um colega. Eles organizaram uma parte de brincadeiras e muita alegria em uma comunidade com pessoas de baixa renda em Manaus. Levaram lanche e brinquedos para as crianças e fizeram uma decoração especial no local.

A segunda ação que João Matheus participou foi com um grupo de colegas de sala. Todos se reuniram para visitar um abrigo de animais. Como o espaço estava com problemas financeiros, eles compraram ração para os cães e gatos, e levaram também materiais de limpeza para dar melhor condição ao ambiente.

“Foi importante porque a gente se tornou mais humanos. Praticar cidadania não é só fazer os nossos deveres, é também fazer mais pelos outros. Buscar melhorias não só para a gente, mas sim pensar no coletivo, na sociedade e no próximo”, mencionou o estudante quando falou sobre a terceira ação, que fez sozinho. A partir do “Portfólio de Cidadania”, ele se tornou um doador assíduo da organização não-governamental Médicos Sem Fronteiras, que oferece ajuda médica e humanitária a comunidades que estão em situações de emergência.

Projeto homenageado

O projeto da escola SESI teve um retorno melhor que o esperado e isso rendeu uma homenagem ao professor idealizador, Sandro Alves, no 3º Encontro Nacional do Sistema Estruturado de Ensino da Rede SESI, no final de novembro, na capital brasileira.

O projeto “Portfólio de Cidadania” estava entre 20 experiências de diferentes cidades do país que foram valorizados pelo Serviço Social da Indústria, porque para Sérgio Gotti, gerente-executivo de Educação do Departamento Nacional SESI, os professores da rede “são extremamente engajados e têm um uma qualidade de aproximação com o diretor da escola, e isso faz com que o professor tenha um trabalho diferenciado dentro da nossa rede”, afirma.

O professor Sandro Alves se sentiu realizado e afirma que “é muito gratificante perceber que algo que você fez foi reconhecido, e isso nos motiva a fazer mais e fazer melhor do que já foi feito”.

Portal Gazeta Do Amazonas (Reprodução autorizada mediante citação do Portal Gazeta Do Amazonas)

Foto: Reprodução/Fieam