Mala da Maternidade da Mamãe e do Bebê : É chegada a hora!

13/08/2019 10:55

Por Sandra Santos,  São Paulo

A mala da maternidade é a última etapa da preparação para a tão sonhada chegada do bebê. E a família não vê a hora de tê-lo nos braços! Para tornar este momento ainda mais especial é necessário atenção para não deixar nada para a última hora e saber que nem tudo deve ser colocado dentro da mala.

De acordo com Elaine Gouvêa, Personal Organizer especialista em Baby Planner, a organização da mala deve ser feita com calma e seguir algumas orientações. “Para a montagem das malas, é importante saber em qual maternidade será o parto, pois cada uma tem sua própria lista e é de acordo com ela, que montamos as malas. Em uma gestação tranquila, sem nenhuma intercorrência, o ideal é deixar as malas prontas com 37 semanas de gestação. Agora, quem está com gestação gemelar ou com algum risco, sugiro deixar tudo pronto, por volta de 35 semanas”.

Montando a mala da mamãe

Para futura mamãe, a Baby Planner comenta que é importante ter em mente que a mala não precisa ser grande, mas funcional. “A mulher pode escolher três pijamas ou camisolas, desde que sejam confortáveis e abertos na frente, para facilitar a amamentação. Um robe e dois pares de meias, para aquecer os pés, também são indicados, como também dois pares de chinelo, sendo um de borracha para usar no banho e outro para andar pelo quarto, três sutiãs de amamentação, quatro calcinhas e roupa e sapato confortáveis para a saída da maternidade. É importante salientar que tudo isso pode variar conforme o tempo de internação, tipo de parto e de recuperação da gestante”.

Em relação aos itens de higiene pessoal, o que é recomendado para a mulher levar para a maternidade? A Personal Organizer Elaine Gouvêa aconselha montar um nécessaire com absorventes, shampoo, condicionador, hidratante para o rosto e corpo, sabonete líquido, desodorante (preferencialmente sem perfume), escova de dente, creme dental, pente e um secador de cabelos, caso a maternidade não forneça.

O pai ou outra pessoa que acompanhará a gestante também deve levar uma pequena bagagem com seus itens pessoais, além de ser o responsável pelos carregadores de celular, máquina fotográfica e documentos para a internação.

A especialista dá uma boa dica, que também serve para a montagem das malas dos bebês: colocar as peças em saquinhos e anotar os dias em que elas serão usadas, pois isso evita excessos e torna o processo mais prático.

O que levar para a estrela principal: o bebê

A escolha das roupas precisa ser bem criteriosa e não devem conter babados, golas altas ou outros modelos que podem interferir na amamentação do bebê. O ideal é selecionar as roupas, organiza-las em kits e coloca-las em sacos de tecido para facilitar as trocas. A especialista em baby planner sugere que de quatro a seis kits são suficientes para a estadia completa no hospital.

Em relação aos itens de higiene do recém-nascido que os pais devem levar, vai depender da maternidade. Em alguns casos, todos os itens de higiene do bebê são fornecidos pelo hospital, inclusive as fraldas descartáveis. Se for necessário levar, sugiro um sabonete líquido da cabeça aos pés para o banho e fraldas. Os pais não podem se esquecer de comprar o bebê conforto e levá-lo para maternidade, para que o bebê vá para casa em segurança”, reforça Elaine Gouvêa.

Lembrancinhas

A especialista em baby planner Elaine Gouvêa recomenda que as lembrancinhas e o enfeite da porta devem ser incluídos no check-list da maternidade, para não correr o risco de serem esquecidos.

Sobre Elaine Gouvêa – Graduada em Comunicação Social com ênfase em Relações Públicas pela Universidade Metodista de São Paulo e pós-graduada em Educação Infantil pela Universidade Municipal de São Caetano do Sul, Elaine Gouvêa sempre foi apaixonada por organização e por todo o universo da maternidade.  Ciente de que poderia unir sua paixão pela maternidade ao prazer de organizar, realizou inúmeros cursos e especializou-se em Personal Home. Certificou-se nacional e internacionalmente como Baby Planner e passou a ser consultora em Aleitamento Materno. Com a união destas duas vertentes na área de Personal Organizer, Elaine Gouvêa desenvolveu o curso Livre Baby Organizer, que vem sendo ministrado há mais de dois anos, em todo o território nacional. Outros cursos criados e promovidos pela Personal Babby Planner são: Organização Kids, Oficinas Lúdicas de Organização Infantil, Organização do Espaço como Terceiro Educador e outros. Mãe de duas meninas, que a inspiram todos os dias, Elaine Gouvêa leva sua  experiência pessoal e profissional mostrando não só a teoria, mas também a prática de tudo que envolve a organização para uma vida mais leve e feliz. Em seu constante aprimoramento das técnicas de organização, a especialista visa adquirir conhecimento para apoiar famílias em crescimento e educadores.

Portal Gazeta Do Amazonas (Reprodução autorizada mediante citação do Portal Gazeta Do Amazonas)

Foto: Divulgação