Estado do Amazonas arrecada mais de R$ 1 bilhão em março

27/04/2015 20:32

1210_manaus_porto_aerea_9807

A arrecadação de impostos e contribuições administrados pela Delegacia da Receita Federal em Manaus alcançou a cifra de R$ 1.098.121.936 bilhão em março de 2015. Esse valor representa queda nominal de 2,71% na arrecadação e uma queda real (descontada a inflação, IPCA) de 4,03%. No mesmo período de 2014 a arrecadação foi de R$ R$ 1.128.712.528 bilhões.

Em relação a participação na 2ª Região Fiscal, composta por todos os estado do Norte, exceto Tocantins, o Amazonas foi responsável por 47,59% de toda a arrecadação de março, que foi de R$ 2.512.895.478 bilhões. No mesmo período do ano passado a participação foi de 49,51%.

Arrecadação por tributo

Em março deste ano contribuíram positivamente para a arrecadação o IRPF, com alta de 14,08%; o IRPJ, que apresentou pequeno aumento de 0,15%, e as Contribuições Previdenciárias, cujo aumento foi de 5,68%.

Contribuíram negativamente para o resultado a COFINS, cuja arrecadação de R$ 269,3 milhões em 2015 foi 16,66% menor que os R$ 323,1 milhões arrecadados em março de 2014. O mesmo se deu com o PIS/PASEP, com arrecadação 12,91% menor e a CSLL com encolhimento de 11,30% em relação à março de 2014.

Tributo Março/2015 Março/2014 Nominal Perc. (%)
I.R.P.F. R$ 115.483.672,00 R$ 101.233.298,00 R$ 14.250.374,00 14,08%
I.R.P.J. R$ 153.068.197,30 R$ 152.839.758,48 R$ 228.438,82 0,15%
COFINS R$ 269.326.137,25 R$ 323.147.754,57 -R$ 53.821.617,32 -16,66%
PIS/PASEP R$ 72.496.470,44 R$ 83.247.133,51 -R$ 10.750.663,07 -12,91%
C.S.L.L. R$ 109.628.883,83 R$ 123.590.960,62 -R$ 13.962.076,79 -11,30%
PREV R$ 325.860.676,26 R$ 308.352.587,86 R$ 17.508.088,40 5,68%
Outras Receitas* R$ 52.257.898,94 R$ 36.301.035,02 R$ 15.956.863,92 43,96%
Total R$ 1.098.121.936,02 1.128.712.528 -R$ 30.590.592,04 -2,71%

*inclui: II (imposto de importação), IE (imposto de exportação), IPI (imposto sobre produtos industrializados), IOF (imposto sobre operações financeiras), ITR (imposto territorial rural), CIDE (contribuições de intervenção no domínio econômico), FUNDAF (fundo especial de desenvolvimento e aperfeiçoamento das atividades de fiscalização), CPSSS (Contribuição do Plano de Seguridade Social do Servidor) e outras receitas.

Portal Gazeta Do Amazonas (Reprodução autorizada mediante citação do Portal Gazeta Do Amazonas )

Foto: Divulgação