Desastre de avião Governo de Cuba cria comissão para apurar causas de acidente aéreo

19/05/2018 10:24

Uma comissão de investigação, presidida pelo Instituto Civil de Aeronáutica, fará um trabalho “exaustivo” para esclarecer as causas da queda de um avião em Havana, em Cuba, na sexta-feira (18), que provocou a morte de 108 pessoas. As informações são do Granma, jornal oficial de Cuba.

Segundo o jornal, mesmo com as chuvas no local, o trabalho de investigação está assegurado. Além disso, o governo informou que o Ministério de Saúde Pública oferecerá ajuda de psicólogos e outros profissionais com experiência em situações traumáticas, e o Ministério do Turismo organizará hospedagem na capital cubana.

Entre as vítimas, três mulheres foram encontradas com vida e foram hospitalizadas em estado grave. Segundo a agência EFE, uma das três mulheres não resistiu aos graves ferimentos e morreu no hospital, elevando para 108 o número de vítimas da tragédia.

Boeing

Em nota, a Boing, fabricante do avião que caiu, expressou condolências às famílias e amigos das vítimas do acidente e desejou recuperação às sobreviventes. A empresa informou que disponibilizou técnicos para ajudar nas investigações do acidente. “A empresa tem uma equipe técnica pronta para ajudar nas investigações, conforme definem as leis dos Estados Unidos e Cuba, e sob a direção do Conselho de Segurança de Transporte dos Estados Unidos e das autoridades cubanas”, diz a nota.

Com informações e imagem: Agência Brasil

Portal Gazeta Do Amazonas (Reprodução autorizada mediante citação do Portal Gazeta Do Amazonas )