Especialista explica como as postagens nas redes sociais podem impactar na carreira profissional

09/09/2018 12:40

A presença das pessoas nas redes sociais cresce a cada ano. Um estudo divulgado este ano pela agência We Are Social e a plataforma Hootsuite apontou que 130 milhões de brasileiros utilizam alguma rede social.

Com o uso frequente dessas ferramentas, já é comum os profissionais de recursos humanos utilizarem as redes sociais para avaliar candidatos a vagas de emprego. Segundo a especialista em Gestão de Pessoas e assistente de Desenvolvimento do Setor Carreiras da UniNorte, Elisiane Silva, os perfis nas redes sociais, como Linkedin, Facebook e até Instagram, se transformaram em uma grande vitrine das qualidades e defeitos dos candidatos a uma vaga de emprego.

Ao contrário do que pode parecer, os contratantes não avaliam somente as redes sociais profissionais, aquelas voltadas para o mercado de trabalho, como Linkedin. Outras plataformas mais populares, como o Facebook, Whatsapp e o Instagram, também podem servir como critério de desempate pós-entrevista. “Imagine que um entrevistador tenha conversado com dois candidatos a uma vaga. Ambos possuem um bom currículo, LinkedIn atualizado, comunicação fluida e preenchem os requisitos da vaga. Na dúvida, o entrevistador decide verificar os perfis dos candidatos no Facebook e Instagram. O primeiro profissional publica posts aleatórios que não demonstram os interesses citados na entrevista. Já o segundo concorrente tem uma foto de perfil bem selecionada e publicações referentes à sua área de atuação. Obviamente, o segundo candidato tem muito mais chances de ser contratado”, exemplificou.

De acordo com Elisiane, postagens que configurem má conduta nas redes sociais podem levar a não contratação e, se já for empregado, à demissão. “Há inúmeros casos de pessoas que apresentam atestado médico para a empresa, mas que publicam fotos em viagem, por exemplo. Nesses casos, a empresa  pode demitir por justa causa o funcionário”, disse.

Dicas – Para ajudar quem está buscando uma vaga no mercado de trabalho ou que já está empregado, mas quer se posicionar corretamente nas redes sociais, a UniNorte oferece várias dicas no blog da instituição.

Uma das principais orientações listadas no blog é evitar ser marcado por outros em posts comprometedores. Uma dica é ativar nas redes sociais a ferramenta que permite que o usuário aprove fotos, antes que sejam publicadas no feed.

Outra dica é tentar evitar temas polêmicos nas redes sociais. Se optar por opinar, a recomendação é para seja cauteloso, porque qualquer mensagem interpretada da maneira errada pode soar radical ou preconceituosa.

Também não é interessante falar mal das empresas onde trabalhou, já que isso pode passar a impressão de que qualquer situação de insatisfação renderá postagens negativas de sua parte, nas redes sociais.

Muitas informações de origem duvidosa circulam diariamente pela internet. São as chamadas fake news. Por isso, é bom tomar cuidado com o que é compartilhado. “O ideal é sempre verificar as fontes das publicações”, aconselha.

Portal Gazeta Do Amazonas (Reprodução autorizada mediante citação do Portal Gazeta Do Amazonas

Foto: Divulgação