Projeto da rede pública estadual será apresentado em Congresso Internacional de Educação e Tecnologias, na Universidade Federal de São Carlos (UFSCar)

04/04/2018 11:05

Um projeto desenvolvido na rede pública estadual do Amazonas será apresentado no Congresso Internacional de Educação e Tecnologias/ Encontro de Pesquisadores em Educação à Distância, que acontecerá em junho deste ano na Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), em São Paulo.

Intitulado “Formação de professores: usos múltiplos dos aplicativos Google Drive”, o trabalho é uma iniciativa da professora Ana Patrícia Lima Sampaio (foto), 38, que atua como formadora no Núcleo de Tecnologia Educacional do Centro de Formação Profissional Padre José de Anchieta (Cepan), da Secretaria de Estado de Educação e Qualidade do Ensino (SEDUC).

De acordo com a educadora, o projeto surgiu em 2016, a partir de uma ação do Governo do Estado, por meio da SEDUC, em parceria com a Google.

“A gente tinha um projeto na Secretaria da Google e esse projeto foi feito durante todo o ano na escola Farias de Brito. A partir desse olhar, nessa escola, recebi o convite para implantar em 2016. Escolhemos essas duas escolas: Homero de Miranda Leão e Nelson Alves. O público-alvo eram somente professores de Língua Portuguesa e Matemática devido à carga horária ser maior e eles trabalharem com avaliações, então nosso público-alvo seriam esses professores”, explicou.

A professora explicou que a aplicação do trabalho teve uma repercussão positiva, especialmente por incentivar o uso pedagógico das ferramentas do Google para melhorar o trabalho em sala de aula.

“Os professores gostaram tanto do curso, do projeto em si, que resolvemos ampliar. O objetivo do curso era que os professores utilizassem as ferramentas da Google que está lá no e-mail deles gratuitamente, utilizassem de forma pedagógica, que eles pudessem fazer uso no seu fazer pedagógico em sala de aula, de uma forma diferenciada”, contou Sampaio.

Repercussão

Sampaio afirmou ainda que o projeto já foi apresentado, no ano passado, na Universidade do Minho, em Portugal, durante o XIV Congresso Internacional Galego-Português de Psicopedagogia.

“Apreciei o trabalho, foi aprovado e apresentei, eles gostaram e me convidaram para publicar na revista internacional e depois desse convite, eu apreciei esse trabalho para o congresso internacional da UFSCar, onde foi aceito tanto para a publicação quanto para a apresentação virtual e presencial”, disse.

Para a educadora, a participação no congresso, neste ano, é algo muito gratificante e possibilitará uma troca de experiências positiva. “É bem gratificante, porque o professor tem como fazer uso dessas ferramentas que estão lá no seu e-mail e ele não sabia utilizar. É uma forma dele estar interagindo tanto com os colegas quanto com os próprios alunos. Para mim está sendo gratificante porque estou levando o nome da Secretaria, do Cepan e do Núcleo de Tecnologia”, afirmou a professora.

Congresso – O congresso terá como tema “Educação e Tecnologias: inovação em cenários em transição”.

A proposta do evento é proporcionar à comunidade da área (pesquisadores, professores universitários e da rede pública de educação básica, técnico-administrativos e estudantes de pós-graduação e graduação) a integração e o compartilhamento de ações que pesquisadores/instituições realizam para promover melhoria no ensino-aprendizagem na educação à distância ou presencial, por meio da incorporação de tecnologias digitais de informação e comunicação.

*Com informações da Seduc-Am

Portal Gazeta Do Amazonas (Reprodução autorizada mediante citação do Portal Gazeta Do Amazonas

Foto: Salomão Júnior/SEDUC