Projeto de escola da rede pública estadual discute liberdade de expressão com estudantes do ensino fundamental

24/05/2018 09:56

MANAUS – Despertar nos estudantes o interesse por temas como liberdade de expressão, manifestação de pensamento e o pluralismo de ideias como pontos basilares para formação do conceito de democracia é a proposta do projeto “Dia Mundial da Liberdade de Imprensa”, que vem sendo desenvolvido na escola estadual Paula Ângela Frassinetti, no bairro Morro da Liberdade, Zona Sul de Manaus.

Coordenado pelos professores de Língua Inglesa, Giselle de Araújo Moreira; e de Educação Física, James Lee Taveira, o projeto na escola é inspirado em uma iniciativa da Missão Diplomática dos Estados Unidos no Brasil.

“A Embaixada dos Estados Unidos promove anualmente atividades voltadas para a conscientização da importância da liberdade de imprensa e liberdade de expressão. O tema das Nações Unidas para 2018 é “Mantendo o poder da verificação: Mídia, Justiça e o Estado de Direito. No Brasil, há 21 espaços americanos que desenvolvem as atividades voltadas para a ideia proposta pela Embaixada, porém em Manaus não há”, explicou a coordenadora.

Recentemente, a professora Giselle participou de um intercâmbio nos Estados Unidos, por meio do Programa de Desenvolvimento Profissional para Professores da Língua Inglesa, desenvolvido pela Comissão Fulbright e a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). Segundo ela, a experiência contribui para o interesse dos estudantes pelo projeto.

“Conhecer a cultura americana foi fundamental para entender os valores que refletem na sociedade. Os alunos têm curiosidade de saber e ter mais informações sobre os Estados Unidos e é sempre uma experiência enriquecedora poder compartilhar isso em sala de aula. Os conhecimentos adquiridos na viagem ajudam a levar novas ideias para desenvolver em sala de aula, de forma dinâmica e significativa, valorizando a participação dos alunos”, disse.

Atividades

Como parte das atividades do projeto na escola, os alunos têm participado de atividades que têm como temas: “Fake News: a importância da veracidade da informação”; “Processos de elaboração de uma videorreportagem”; “Estratégias para promover a liberdade de expressão e de imprensa”; “Casos de grande repercussão quanto a ataques sofridos pela impressa”; “Os processos e etapas de elaboração de uma reportagem”, entre outros.

Além disso, os estudantes, coordenados pela professora Giselle, participaram, nesta semana, de uma visita à redação do Jornal Acrítica, com o objetivo de aproximá-los das discussões trabalhadas em sala de aula.

Escola – Administrada pela Secretaria de Estado de Educação e Qualidade do Ensino (SEDUC), a escola pertence à Coordenadoria Distrital de Educação 2, responsável pelas escolas da Zona Sul de Manaus.

Com informações: SEDUC-AM

Portal Gazeta Do Amazonas (Reprodução autorizada mediante citação do Portal Gazeta Do Amazonas

Fotos: