Monsenhor Antônio Fontinele será ordenado bispo da Diocese de Humaitá (AM), no próximo sábado (17)

16/10/2020 00:40Comentários desativados em Monsenhor Antônio Fontinele será ordenado bispo da Diocese de Humaitá (AM), no próximo sábado (17)

Por Portal Gazeta do Amazonas

Acontece no próximo sábado, 17/10, na Igreja Matriz Imaculada Conceição, em Humaitá (AM), a ordenação episcopal do monsenhor Antônio Fontinele de Melo, nomeado pelo Papa Francisco, no último dia 12 de agosto, bispo da Diocese de Humaitá.

A celebração será presidida pelo reverendo Dom Francisco Merkel, administrador diocesano de Humaitá e terá como bispos coordenantes Dom Esmeraldo Barreto de Farias, Bispo Auxiliar de São Luís do Maranhão (MA) e Dom Roque Paloschi, arcebispo de Porto Velho (RO).

O quinto bispo ao assumir a direção da Diocese de Humaitá escolheu como Lema Episcopal: “Estou no meio de Vós, como aquele que serve” (Lc 22,27).

Biografia

Nascido em 9 de maio de 1968, em Camocim (CE), Antônio Fontinele de Melo é filho de Erasmo Pereira de Melo e Francisca Veras Fontenele. Foi ordenado diácono em 21 de novembro de 1998 e, como presbítero, em 18 de setembro de 1999.

Fez a sua formação em Filosofia e Teologia, de 1992 a 1998, no seminário São João XXIII, em Porto Velho (RO). Licenciou-se em Filosofia pela Universidade Católica de Brasília (UCB), em 2001 e tornou-se bacharel em Teologia pelo Centro de Ensino Superior de Juiz de Fora (MG), em 2003.

Antônio Fontinele também se especializou em Metodologia do Ensino Superior, na Universidade Federal de Rondônia, em 2003, e em Sagradas Escrituras pelo Centro Universitário Claretiano, em 2015.

Como padre, exerceu diversos serviços na arquidiocese de Porto Velho (RO), onde foi pároco da paróquia São Cristovão, de 1999 a 2013; reitor da casa vocacional Dom Hélder Câmara, de 1998 a 2004; e coordenador de pastoral, de 2005 a 2010. Também, foi professor de Introdução à Sagrada Escritura e de Gestão Eclesial no curso de Teologia do Seminário São João XXII, em Porto Velho, de 2016 a 2020.

No regional Noroeste da CNBB, que compreende o Acre, o sul do Amazonas e Rondônia, o padre coordenou a Comissão Regional Noroeste de presbíteros de 2002 a 2005 e foi assessor das Comunidades Eclesiais de Base do Regional Noroeste de 2009 a 2012.

O Brasão

Entre tantas representações que chamam atenção no brasão episcopal de Antônio Fontinele de Melo, destacam-se a presença de elementos marcam a realidade da Igreja para a qual foi nomeado bispo. O brasão está composto, por um escudo inglês, contornado por elementos que remetem a cultura indígena, presente de maneira significativa no território da Diocese de Humaitá.

Já no canto superior esquerdo, o açaizeiro, árvore típica da região amazônica. Seu fruto é muito apreciado e utilizado, tornando-se base alimentar em muitas comunidades. A cor verde começou a ser introduzidos nos brasões como representação da vegetação, remete-nos a rica flora e fauna presentes na região e de maneira especial na Diocese de Humaitá.

 

Pastoral da Comunicação / Diocese de Humaitá

Portal Gazeta do Amazonas (Reprodução autorizada mediante citação do Portal Gazeta do Amazonas )

Foto: Divulgação

Os comentários estão fechados