Centec aposta em aulas virtuais para minimizar impactos da pandemia

06/01/2021 16:40Comentários desativados em Centec aposta em aulas virtuais para minimizar impactos da pandemia

Por Portal Gazeta do Amazonas

MANAUS – Um iniciativa que visa priorizar o ensino de qualidade e a prevenção da saúde de seus alunos, professores e colaboradores, o Centro de Ensino Técnico (Centec) está retomando suas atividades acadêmicas de forma 100% online. A modalidade atende mais de 2,7 mil estudantes e segue as indicações do decreto do governo do Amazonas que determinou o fechamento do comércio e das atividades não essenciais na última segunda-feira (4).

Para que nenhum estudante seja prejudicado, as aulas ocorrerão via plataformas digitais (Zoom, Google Meet, WhatsApp e o Aplicativo Centec), com o envio de vídeos e apostilas de ensino para reforçar o aprendizado. É o que explica o diretor-geral da escola, professor Márcio Gonçalves.

“Nosso objetivo desde o início foi a segurança dos nossos alunos e professores. Pensamos as aulas virtuais como uma oportunidade de aumentar o distanciamento social sem prejudicar o ensino”, afirma o diretor.

A priori, as aulas que iniciaram nesta terça-feira (5) serão 100% virtuais até o dia 18 de janeiro. Caso, porém, o decreto de suspensão das atividades não essenciais seja estendido, o Centec seguirá com aulas on-line conforme as novas determinações de prevenção ao contágio pelo novo coronavírus.

A instituição tem priorizado o ensino teórico nas plataformas digitais, mas já se planeja para as aulas práticas que devem retornar a partir do dia 19. Neste último caso, os laboratórios estarão disponíveis mediante agendamento, e sempre para uma capacidade segura de pessoas devidamente paramentadas.

Protagonismo

O Centec foi uma das primeiras instituições de ensino privado a adotar o modelo de ensino virtual durante a pandemia, em Manaus. O protagonismo se deu em agosto, quando a instituição adotou o chamado ensino híbrido, que alterna aulas presenciais e virtuais.

“Naquele mês [de agosto], voltaram as aulas das escolas particulares e decidimos adotar esse novo modelo para avançarmos juntos. Desde então, dos cinco dias da semana, dois eram de aulas presenciais, outros dois de ensino síncrono e um 100% virtual”, explica Márcio Gonçalves.

O ensino síncrono é quando metade da turma assiste à aula presencialmente e a outra parte acompanha à distância, por meio de vídeo. Segundo o diretor do Centec, esse modelo deve retornar ao fim da determinação que fechou o comércio não essencial no Amazonas.

Pensamento coletivo

Desde o início da pandemia, o Centec tem se reunido com seus colaboradores para pensar maneiras de combater o novo coronavírus com o mínimo de impacto possível para todos. Além do ensino virtual, a instituição também criou o chamado ‘Guia para Convivência Segura’, voltado à orientação de medidas para prevenir à Covid-19. O material é atualizado constantemente com novas informações essenciais para alunos e professores.

“Estamos acompanhando todas as demandas da nossa comunidade estudantil, e nosso objetivo é fazer o possível para que ninguém perca tempo, já que quanto mais rápido os alunos se tornarem qualificados, melhor. Ainda mais considerando que temos estudantes de técnico em enfermagem, uma área que precisa de ajuda nesse momento”, comenta o diretor-geral do Centec.

Fonte:

Portal Gazeta do Amazonas (Reprodução autorizada mediante citação do Portal Gazeta do Amazonas )

Foto: Divulgação

Os comentários estão fechados