Família da idosa de 78 anos vítima de latrocínio – roubo seguido de morte em Manaus, pede justiça ao governador José Melo!

21 de outubro de 2015 14:17

Maria da Conceição Nascimento dos Santos _AmazonasUma idosa de 78 anos morreu com dois tiros após ter a casa invadida na noite de terça-feira (20). Maria Conceição Nascimento dos Santos morava na cidade de Autazes, havia chegado em Manaus no mesmo dia do crime para tratamento de saúde. Segundo a Polícia Civil, dois homens invadiram a residência a procura de joias.

O caso ocorreu na Avenida Adalberto Vale, Beco Salustiano, no bairro da Betânia , na Zona Sul da cidade. De acordo com as informações do Pedro Reis, de 51 anos, filho da vítima, contou  que os suspeitos fizeram a mãe e a irmã dele reféns.

“Eles bateram na porta de casa, como ela pensou que era algum parente para visitá-la, porque ela tinha chegado ontem [terça-feira], ela abriu. Eles já foram apontando a arma e mandando ela ajoelhar. Depois, levaram minha irmã para o andar de cima da casa, mandaram ela ajoelhar também, e disseram que se ela não dissesse onde estavam as joias ou fizesse alguma coisa, iam matá-la”, relatou.

Reis disse ainda que tem um irmão que trabalha com joias e acredita que a dupla estava a procura dele.

Após render a família, os homens levaram notebooks e outros objetos de valor da casa. A dupla deixou a irmã dele, Maria Vilma Santos, de 42 anos, no andar de cima da casa e ao descer, atirou na idosa. As balas atingiram Maria da Conceição na clavícula e no braço direito. A vítima foi socorrida e levada ao Hospital e Pronto-Socorro João Lúcio, na Zona Leste, mas não resistiu os ferimentos.

QUEREMOS JUSTIÇA

Quero pedi encarecidamente em nome da minha família ao governador do Estado do Amazonas, professor José Melo, ao Secretário de Segurança Pública e ao Comandante da PMAM,  que por favor não deixem que a morte de minha mãe Maria Conceição Nascimento dos Santos, fique na impunidade, que os agentes investigadores da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas, busquem identificar e prendam os elementos que mataram a única pedra preciosa da minha vida. “Minha mãe não merecia jamais um final de vida trágico e de maneira cruel e desumano, que a Justiça do Estado do Amazonas faça justiça”, declarou Pedro Reis.

O caso foi registrado no 14º Distrito Integrado de Polícia (DIP), no Jorge Teixeira, mas será investigado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS). Até a publicação desta reportagem, não havia informações sobre suspeitos do latrocínio – roubo seguido de morte.

Com informações Portal Gazeta Do Amazonas e G1AM

Foto: Divulgação/Facebook

Tags: