Garotas de programa são vítimas de chacina no Rio Grande do Norte

20 de julho de 2015 12:45

98gw8tcx8z_14flm42vrb_fileCinco garotas de programa foram vítimas de uma chacina em Itajá, interior do Rio Grande no Norte, no último dia 15. Segundo informações iniciais, criminosos fortemente armados teriam invadido o local onde elas trabalhavam e mataram as mulheres a tiros.

Segundo o diretor adjunto de Policia Civil do interior do Rio Grande do Norte, Lenivaldo Ferreira Pimentel, uma comissão apura o caso.

Na última sexta-feira (17), a Polícia Civil de Macaíba prendeu Francisco de Assis Júnior, conhecido como “E.T”. Ele é suspeito de ser a pessoa que “arquitetou” o crime.

O homem gerenciava o local financeiramente e estaria insatisfeito com a condução do negócio feita pela mulher que tomava de conta da casa. Além dele, outro homem também foi preso, suspeito de participação no crime.

Patrícia Regina Nunes, Antônia Francisca Bezerra Vicente, Maria da Conceição Pedrosa, Maria Daiane Batista e Cássia Rayane Santiago Silva levaram tiros na cabeça e em outras partes do corpo. Não havia clientes no local no momento do crime.

No dia dos assassinatos, a Secretaria de Políticas Públicas para as Mulheres do Rio Grande do Norte soltou uma nota em que manifesta “indignação e repúdio ao assassinato, assim como presta solidariedade aos familiares das vítimas”.

Além disso, a nota diz que “mulheres em situação de prostituição vivem num ambiente extremamente vulnerável e de estigma social”.

Com informações Portal R7

Portal Gazeta Do Amazonas (Reprodução autorizada mediante citação do Portal Gazeta Do Amazonas )

Foto: Reprodução