Corregedoria Nacional de Justiça reconhece projeto Amparando Filhos do TJGO

17 de dezembro de 2015 16:28

Tribunal de Justiça do Estado de GóiasInédito no país, o projeto Amparando Filhos, do Tribunal de Justiça de Goiás (TJGO), foi elogiado pela Corregedoria Nacional de Justiça, órgão do CNJ. A ministra Nancy Andrighi enviou ofício, no dia 10 de dezembro ao presidente da corte, desembargador Leobino Valente Chaves. No documento, a corregedora nacional classifica a iniciativa como de “grande valia” para o Judiciário e parabeniza o trabalho.

O projeto apoia crianças e adolescentes, filhos de mulheres presas, no desenvolvimento de habilidades individuais, interpessoais, psicológicas e sociais, para fortalecê-los na construção de um projeto de vida proativo e saudável, baseado em sonhos e metas, evitando-se a repetição do crime na história familiar.

A ação é desenvolvida nas comarcas, em parceria com a comunidade, empresas e entidades da Rede de Proteção da Criança e do Adolescente. Em 25 de novembro, foi publicado o decreto que instituiu o projeto. Para a implantação e desenvolvimento, foi constituída comissão sob a presidência do desembargador Luiz Eduardo de Sousa, coordenador do Núcleo de Responsabilidade Social e Ambiental.

Foram indicados o juiz Márcio de Castro Molinari, auxiliar da presidência do TJGO, como coordenador-geral, e Fernando Chacha, como coordenador executivo. Também fazem parte da comissão os servidores Eunice Machado Nogueira e Elizabeth Álvares da Silva Dutra Morisson (diretora de planejamento e auxiliar de gabinete da Secretaria de Gestão Estratégica), Eduardo Borges Sousa e Claudivina Batista Rosa (secretário e assessora auxiliar do Núcleo de Responsabilidade Social).

Com informações do TJGO

Portal Gazeta Do Amazonas (Reprodução autorizada mediante citação do Portal Gazeta Do Amazonas )

Foto: Divulgação